Janaína Andrade Manaus (AM)

A Assembleia Legislativa do Amazonas (ALE-AM) exonerou cinco parentes do chefe do gabinete do deputado Platiny Soares (DEM), Ruan Alves de Araújo, que haviam sido contratados desde o início do ano como assessores comissionados do parlamentar com salários acima de R$ 4,2 mil.

A demissão foi publicada na edição desta quinta-feira (10) do Diário Oficial da ALE-AM. Foram desligados: Joaquim Alves de Araújo, pai de Ruan; além da mãe dele Rosângela Freire da Silva; e os irmãos Ruany, Roberta e Renato Alves de Araújo.

A contratação da família do chefe de gabinete foi noticiada por A Crítica no dia 11 de julho. A matéria apontou que pelo menos três dos parentes de Ruan moram na cidade do Rio de Janeiro, segundo informações dos seus perfis no Facebook. O chefe de gabinete de Platiny faz parte dos quadros da Polícia Militar do Amazonas.

Foto: Reprodução/Internet