O Iranduba contratou a meia Andressinha, multicampeã nas categorias de base da seleção brasileira e que, desde 2012, brilha na seleção principal. A negociação e a parte burocrática foram concretizadas pela empresa “GO USA- Empresa Especialista em Assessoria Esportiva”, a qual a atleta pertence, juntamente com o diretor de futebol do Iranduba, Lauro Tentardini, com quem a jogadora trabalhou entre 2011-2014.  A empresa Transire Eletrônicos apoiou o clube amazonense para finalizar a contratação.

Formada no futebol pelo Esporte Clube Pelotas, do Rio Grande do Sul, e tendo explodido no Kindermann, de Santa Catarina, Andressinha é considerada a herdeira da camisa 10 da seleção brasileira. Nos últimos dois anos, a meio-campista atuou pelo Houston Dash da NWSL dos Estados Unidos.

A atleta demonstrou felicidade por jogar em um clube manauara. “Manaus me trouxe uma grande energia. Sem sombra de dúvidas, ter a oportunidade de jogar os jogos olímpicos em um local que respira futebol feminino foi uma experiência única. Agora, volto para Manaus e vestirei a camisa do Iranduba da Amazônia com muito orgulho”, declarou Andressa.

Para o diretor de futebol, Lauro Tentardini, a contratação da atleta mostra que o Iranduba é uma das maiores equipes do continente americano. “Todo o time gostaria de contar com a Andressinha e, hoje, felizmente, nós do Iranduba tivemos a felicidade de fechar esta contratação, que mostra o potencial que o clube tem hoje dentro do continente americano, com grandes atletas se integrando ao nosso projeto. Só posso agradecer ao presidente da Transire, Gilberto Novaes, ao presidente do Iranduba, Amarildo Dutra, ao Thiago da GO-USA, e a própria Andressinha por acreditarem no nosso trabalho”.

Andressinha trabalhou com o atual técnico do Iranduba, Adilson Galdino, em 2013 e 2014, na seleção brasileira sub-20, quando foram campeões do sul-americano sub-20. O grupo contava também com a capitã do Iranduba, Djeni. A atleta será apresentada na Arena da Amazônia em data a ser definida.

 

(Foto: Divulgação)

(Luiz Eduardo Hayden dos Santos)