Desde sexta-feira, 10, o governador do Amazonas é o presidente de Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM), desembargador Yedo Simões. O presidente assumiu o cargo porque o governador Amazonino Mendes viajou às pressas, não se sabe para onde, pois nem ele e nem a Secretaria de Comunicação do Estado informaram o motivo da viagem. A previsão é que ele retorne às atividades nesta terça-feira, 14.

Yedo Simões assume porque o vice-governador, Bosco Saraiva, está licenciado para disputar vaga na Câmara Federal. O presidente da Assembleia Legislativa, David Almeida, segundo na linha de sucessão, é candidato a governador. Os dois estão impedidos de assumir o cargo de governador, sob pena de ficarem incompatibilizados na eleição.

A legislação prevê que, nas ausências de governador do Estado, o sucessor deve ser comunicado imediatamente. O presidente do TJAM, que está no cargo pela segunda vez, assumiu interinamente às 16h de sexta.

Nos bastidores especula-se que o governador tenha viajado para fazer um checkup, antes do início da campanha eleitoral, onde tenta ser reeleito.